João Petry

Cuidados com os morcegos na área urbana

Os morcegos são animais capazes de carregar uma enorme quantidade de vírus, bactérias e parasitas e transmitir para as pessoas, ao mesmo tempo que a doença se desenvolve em seu organismo. Apesar da maioria dos morcegos serem capazes de transmitir doenças, nem todos mordem as pessoas e transmitem o microrganismo, apenas os morcegos que se alimentam de sangue ou aqueles que se alimentam de frutos e que se sentem ameaçados, por exemplo.

A raiva é a principal doença transmitida pelos morcegos, e acontece quando o morcego infectado pelo vírus da família Rhabdoviridae, morde a pessoa, fazendo com que o vírus presente em sua saliva, entre no organismo da pessoa, podendo se espalhar rapidamente pela corrente sanguínea e chegar no sistema nervoso, causando encefalopatia, por exemplo. Uma doença um pouco menos conhecida é a histoplasmose.

A histoplasmose é uma doença infecciosa causada pelo fungo Histoplasma capsulatum, que é encontrado no solo mas que tem seu crescimento favorecido nas fezes de morcegos, por exemplo. Assim, quando o morcego defeca, o fungo pode desenvolver-se ali e ser espalhado pelo ar, podendo infectar as pessoas ao ser inalado

A Secretaria Municipal da Saúde (SMS) orienta a população como proceder caso se depare com morcegos, mortos ou vivos, no quintal ou dentro de casa. A orientação é evitar qualquer contato direto com o animal. Ele pode estar contaminado com o vírus da raiva, não dá para avaliar simplesmente ao olhar.

Para evitar as doenças transmitidas por morcegos é recomendado adotar algumas medidas simples, como por exemplo:

  • Iluminar as áreas externas da casa, sendo possível visualizar os morcegos e fazendo também com que eles se afastem do local;
  • Colocar telas ou redes plásticas na janelas;
  • Fechar buracos ou passagens pelos quais os morcegos podem entrar;
  • Fechar as janelas, principalmente à noite.

Caso seja verificada a presença de fezes de morcego, é recomendado que a limpeza seja feita utilizando-se luvas, máscaras e óculos de proteção, pois assim é possível evitar a inalação dos fungos presentes nas fezes dos morcegos, por exemplo. Além disso, caso tenha havido contato com o morcego, é importante tomar a vacina contra a raiva para evitar a ocorrência da doença.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Matérias do Blog